segunda-feira, 10 de maio de 2010

Triatlo de Coimbra

Integrado nas comemorações académicas da Cidade de Coimbra (nomeadamente a Queima das Fitas) decorreu o IIº Triatlo de Coimbra, que contou com uma única prova na distância sprint, pontuável para a Taça de Portugal que era simultâneamente Campeonato Nacional Universitário. À partida para a prova, estavam praticamente todos os melhores atletas nacionais, excepção feita a João Silva, João Pereira e Duarte Marques que tinham participado no dia anterior na 2ª etapa da WCS (World Cup Series) em Seoul, Koreia. Com tudo isto, os juniores faziam-se representar na sua totalidade, já que esta era a 3ª prova de apuramento para o Campeonato da Europa de Triatlo depois dos Triatlos de Alpiarça-Santarém e Quarteira. O grande candidato à vitória era o atleta olímpico Português Bruno Pais.
Partida para a prova, com 750 metros de natação no Rio Mondego. Devo dizer que parti muito bem, o que me permitiu integrar o primeiro lote de atletas e a partir daqui, todo o resto do percurso é feito sem "porrada" como normalmente acontece e que dificulta muito a progressão. Assim fui o 4º à saída da água atrás do João Serrano, João Amorim e Vasco Pessoa, que viria a desistir no segmento de bike devido a um furo. Fiz uma boa transição e saí do parque na 2ª posição.
No segmento de ciclismo, inicialmente formou-se um grupo de 5 elementos (eu, Bruno Pais, João Serrano, João Amorim e Fabrício Tomás) que no final da primeira de três voltas de bike viria a ficar reduzido a apenas 3 unidades. Assim eu seguia na frente na companhia de Bruno Pais e João Serrano. O grupo perseguidor era bastante numeroso (eu diria talvez 20 atletas), que durante todo o segmento foram perdendo tempo para nós que fomos trabalhando sempre os 3 por forma a ganhar uma maior vantagem (no entanto tenho que realçar que o Bruno Pais é uma máquina em cima da bike e que muito do trabalho foi feito por ele que passava mais tempo na frente que nós). Chegámos à 2ª transição (imagem, momentos antes de entrar no empedrado que dava acesso ao PT) com cerca de 1min50seg de vantagem para o 2º grupo que acabou por perder muito tempo na última volta.
Quanto ao resto da prova, não tem grande história (pelo menos na frente). Como era de esperar o Bruno destacou-se logo na 2ª transição e fez uma corrida folgada sem ninguém por perto. Quanto a mim, consegui iniciar o segmento final na 2ª posição, mas cedo fui passado pelo Serrano que me ganhou ali uns metros de distância que mantive mais ou menos ao longo de toda a corrida e que não consegui anular.
No final da prova, como era de esperar, o Bruno Pais foi o grande vencedor do dia seguido do João Serrano na 2ª posição e eu a fechar o pódio. Nas restantes posições ficaram Miguel Arraiolos e José Estrangeiro a fechar os 5 primeiros. Na fotografia de cima, momentos antes de eu cortar a meta e a fotografia de baixo, o pódio absoluto masculino. Como disse inicialmente, neste dia disputou-se também o Campeonato Nacional Universitário e dados os resultados, eu era o 1º Universitário a cortar a linha de meta, sagrando-me assim o 1º Campeão Nacional Universitário de Triatlo. Tenho de dizer que estou bastante feliz por isto ainda por cima no meu primeiro ano de universidade. 2º Universitário Miguel Arraiolos e 3º José Estrangeiro.

Agora seguem-se umas semaninhas sem provas ao fim de semana, que permite desanuviar um bocadinho... A próxima prova, é só dia 6 de Junho em Peniche. Até lá ainda passo por aqui umas vezes.

5 comentários:

Triatlo da Maria disse...

Parabéns pelo titulo universitário ! Estudar compensa, também no desporto :-)

Anónimo disse...

ÉPA TAS FEITO NUMA MAQUINA, OLHA VE LA SE VAIS AO EUROPEU!

BJS.

Anónimo disse...

Grande Hugo, demostras-te que estás em grande forma de novo.
Os meus parabéns,
Cumprimentos e bons treinos,~
Nuno Lima

Anónimo disse...

fizes-te uma prova já com um nivel condizente com as tuas capaçidades.
PARABENS.
E k tal seres CAMPEÃO NACIONAL UNIVERSITÁRIO??????Dá um gozo extra,........certo...
bons treinos
abraço AVEIRO

Paulo disse...

Campeão Universitário???grande orgulho poder, de vez em quando, levar uns enpenos na tua roda...Grande abraço e muita Sorte porque o resto já ninguem te precisa de ensinar.Parabéns Grande Hugo.Paulo Pires