quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Campeonato do Mundo - Budapeste

Vai ficar na minha memória, esta que foi a minha última representação Internacional como atleta júnior. Foi em Budapeste que tudo aconteceu. Depois de um estágio de 21 dias em altitude, parte da comitiva viajou de França e outra parte de Portugal. Os dois grupos chegaram à Hungria na quarta-feira à tarde e nesse dia ainda deu tempo para dar um trote e conhecer os arredores do local onde estávamos hospedados. No nosso hotel tivemos direito a excelentes condições, inclusivamente a uma piscina de ondas que se pode vislumbrar na imagem.
Climatéricamente não estava como como esperávamos. Apesar de não estar frio, chovia o que acaba sempre por ser desagradável. Nos restantes dias, as condições mantiveram-se e no sábado já era dia de competições. Competiam em primeiro lugar os para-triatletas, onde Portugal estava representado através do Pedro Basílio, de seguida as Sub-23 femininas (Bárbara Clemente), Elites Masculinos (Bruno Pais, João Silva, João Pereira e Duarte Marques) e ainda os Sub-23 masculinos (Miguel Arraiolos, Vasco Pessoa e Pedro Palma). Choveu bastante pela manhã e isso condicionou muito a prova da Bárbara, que foi obrigada a desistir depois de ser dobrada. Para as provas da tarde, a chuva cessou, mas o piso mantinha-se perigoso e escorregadio a juntar ao difícil percurso de bike. Nos Elites Masculinos João Silva foi 4º classificado e ascendeu à 5ª posição final no Campeonato do Mundo. O 12º classificado em Budapeste foi o Bruno Pais que venceu o melhor "ciclista" do pelotão de 2010, no final de todas as etapas. Os restantes portugueses foram João Pereira e Duarte Marques, respectivamente 35º e 59º. Mais tarde competiram os Sub-23 masculinos. Miguel Arraiolos foi 49º, Vasco Pessoa 59º e Pedro Palma desistiu depois de sofrer uma queda.
Chegou domingo, que era o dia da minha prova. Ao acordar tive logo uma agradável surpresa. Estava um dia espectacular e o Sol brilhava em Budapeste. As ruas estavas praticamente secas e estavam reunidas todas as condições para ser um agradável dia de prova. Maria Areosa foi a primeira a entrar em acção e terminou a prova na 54ª posição (Elites femininas). Seguiu-se Mariana Costa nas júniores femininas (34ª).
A prova final destes campeonatos era a prova de júniores masculinos. Os portugueses à partida eram juntamente comigo, o João Serrano e o Miguel Fernandes. 26 era o meu número. Depois de fazer todos os check-in e preparar-me para a prova, dei por mim alinhado com todos os outros atletas. Momentos depois começaram a fazer a chamada e rapidamente chegou o meu nome e comecei a correr para o meu lugar. Muita concentração e visualização. "Take your marks" e partida. Restava-me dar tudo o que tinha e fazer a melhor prova que conseguisse. A partida não foi famosa, mas com uma boa natação saí encaixado no 1º grupo de bike. Este segmento foi muito forte, provado isso pela média que vi no meu conta-quilómetros no final da prova: 41,7km/h...
Mantive-me bem encaixado no grupo e à entrada para o parque de transição, estava nos 5 primeiros atletas. ´Só faltavam 5km para mostrar aquilo que valia. Devo ter saído do parque talvez em 10º. Inicialmente fui passado por bastantes atletas. A certa altura lembro-me de ouvir o Sérgio a dizer-me que ía em 20º. Acaba por não ser um mau lugar, mas eu não estava satisfeito e sabia que dava mais. Forcei e consegui começar a correr mais rápido. Com isto iniciei a minha recuperação e ascensão na classificação. Eu ía passando por eles e eles iam ficando o que, naturalmente me deu um ascendente psicológico. A certa altura já estava na 9ª posição e faltava cerca de 1km para o final. Nesse quilómetro final acabei por ser passado por 1 atleta Canadiano e no sprint final perdi com um Dinamarquês. Resultado Final: 11º lugar, que me deixa extremamente feliz e que "Fecha com chave de Ouro" a minha participação no escalão júnior.
Aproveito para agradecer a todos os que me apoiaram e especialmente aos meus pais que fizeram um esforço suplementar e deslocaram-se até Budapeste para me ver a competir. Tenho a certeza que valeu a pena. MUITO OBRIGADO...

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Font Romeu - França

Como muitos sabem, estou a estagiar em altitude como preparação para o Campeonato do Mundo de Triatlo a realizar entre os dias 8 e 12 de Setembro de Budapeste. Já passaram mais de duas semanas e devo dizer que gosto muito de treinar aqui. É claro que tenho saudades de casa, família e tudo mais. Se me perguntassem se não preferia estar em Portugal e ir à praia todos os dias, aquilo que eu responderia era que sempre quis estar a fazer este estágio e estou feliz por isso e acima de tudo estou a fazer aquilo que gosto.
Desde o dia que chegámos que as coisas têm corrido bem. O tempo tem estado 5 estrelas, de tal forma que ainda só usei roupa de verão. O grupo de treino agora é mais restrito, já que a selecção de Sub-23 foi-se embora poucos dias antes da competição em Gaia e hoje saiu a selecção de Duatlo que vai participar no Campeonato do Mundo este fim de semana em Edimburgo e também o Krepe (Pedro Gomes) em direcção a Guadalajara para mais um triatlo longo. Mas as alterações não ficam por aqui. Ainda hoje vão chegar mais 3 pessoas para compensar de certa forma as saídas. São eles o João Silva, João Pereira e treinador Sérgio Santos.
Mudando de assunto, partilho agora com vocês a vista do meu quarto, que é espectacular.
Conseguimos ver a pista, onde fazemos treino intervalado de corrida e montanhas por trás que agora estão sem neve e conseguem-se vislumbrar perfeitamente.
Outro ponto que deve ser aqui referido são os treinos, que têm corrido bem com todo o grupo muito empenhado. Sessões de natação bem duras, treino de séries na pista e também na estrada em cima da bike. Depois, no final dos treinos, temos as refeições. Enquanto era ainda Agosto o pequeno-almoço era tomado aqui no complexo e as duas restantes refeições num restaurante reservado para o pessoal aqui do centro de estágio. Agora que é Setembro e as aulas começaram, as refeições são todas no complexo. Já que falamos em refeições, tenho aqui umas imagens engraçadas para verem.
A vida da montanha pode ser muito boa, principalmente nos dias em que o sol resolve dar uma ajudinha.
Agora: "Quem consegue comer um pudim em 2 seg?" A resposta não vem a seguir no próximo vídeo.

video

Tal como eu disse, a resposta não vinha no vídeo, porque não consegui "aspirar" o pudim todo apesar de o ter engolido logo. O Bruno Pais não tem adversários. Tem 100% de eficácia. Neste momento não tenho imagens que o provem, mas brevemente vou ter e nessa altura logo as publico. =P
Bem já chega de paleio, por enquanto fica o que está e ainda cá regresso antes de embarcar para Budapeste onde irei realizar o meu último Campeonato do Mundo no escalão júnior. Para o ano já sou Sub-23 e passou num instante...