segunda-feira, 27 de julho de 2009

Triatlo de Penacova

Com objectivos declarados antes da prova, adivinhava-se mais uma vez dificuldades principalmente nos percursos de bicicleta (20Km) e corrida (5km). Muito calor, como de costume nesta prova e menos atletas à partida comparativamente ao ano passado (é de compreender, já que o ano passado era Campeonato Nacional de Clubes).
Dada a partida, grande confusão, pelo menos para mim, já que arranquei mal com alguns atletas a virem literalmente para cima de mim o que dificultou bastante. Apesar disto consegui integrar e sair no grupo da frente em 6º lugar. Optei por tirar o fato isotérmico em baixo logo a seguir às primeiras escadas e subir com o fato na mão. Penso que foi uma boa opção e acho que ganhei alguns segundos com isso. Quando saí do parque de transição era o 3º classificado com o João Silva e o João Pereira mesmo à frente a uns metros que eu acabei por conseguir fechar pouco depois de passar a ponte e começar o falso plano antes da subida. Assim as dificuldades a sério começavam e fizemos a 1ª subida juntos, mas ao passar pelo parque de transição 2 o João Pereira ficava para trás e pouco mais tarde na subida seguinte o João Silva, o que me deixava isolado na frente da competição. Ao longo das voltas de ciclismo fui ganhando sempre tempo aos mais directos adversários e cheguei ao parque de transição com aproximadamente 40seg de vantagem sobre o Pedro Gomes que assumiu esta posição no ciclismo, seguido do José Estrangeiro na 3º posição. Até ao final da prova, as posições cimeiras não sofreram alterações, o que fez com que eu ganhasse a minha primeira Taça de Portugal. 36seg mais tarde cortava a meta Pedro Gomes e a 1m33seg acabava o José Estrangeiro. Na 4ª posição João Pereira e na 5ª com uma grande recuperação ao longo da prova, Lino Barruncho.
À semelhança daquilo que aconteceu o ano passado, o segmento de ciclismo foi mais uma vez decisivo (na fotografia, uma das passagens pelo ponto mais alto do percurso [penso que na 1ª volta] e onde a estrada parecia não terminar e não parar de empinar como se diz na giria). Quanto à assistência esteve muita gente a ver e a puxar por nós. Na minha situação, tenho que realçar o apoio que os meus pais me deram e me têm dado sempre de forma incondicional, quer nos bons quer nos maus momentos. Sem dúvida o melhor apoio que tenho na minha vida, quer desportiva, quer em todos os outros aspectos. A eles um MUITO OBRIGADO...
Para a semana há mais com o Campeonato Nacional de Júniores, este ano a realizar-se no Fundão...

4 comentários:

Anónimo disse...

Viva Hugo,

Começas agora a recolher frutos maiores do teu investimento.

Deus te continue a dar talento, sabedoria e sorte.

Um grande abraço dos jovens triatletas de Ílhavo.

Anónimo disse...

Olá rapaz
acabo de descobrir o teu blog e agora prometo seguir-te, parabéns pelos teus resultados e espero ver-te nos proximos J.O., se tudo correr bem
Um abraço do teu primo Alfredo Jorge e da malta toda, espero ver-te em breve.
Abraços

marie disse...

A pesquisar na net o site da carjap "cai" no teu blog!
Que surpresa. Agora vou me informando por ele.

Um grande abraço e beijo do pessoal de São Pedro do Sul,
Maria PP.

Anónimo disse...

Viva Hugo,

Começas agora a recolher frutos maiores do teu investimento.

Deus te continue a dar talento, sabedoria e sorte.

Um grande abraço dos jovens triatletas de Font Romeu.